Cepos desenvolve-se numa vertente da Serra do Açor com orientação predominante para este e o seu núcleo mais antigo apresenta uma malha apertada e forma orgânica, adaptada à topografia do território. A expansão deste aglomerado rural aconteceu de forma dispersa ao longo dos principais eixos viários até ao cimo da encosta.

A delimitação da ARU definiu-se pelas características intrínsecas de arquitetura que o conjunto edificado apresenta, visando sobretudo criar condições que potenciem a reabilitação dos imóveis privados e do espaço público e a consequente melhoria das condições de vida dos residentes, bem como gerar um conjunto de condições que potenciem e atraiam o investimento privado e a fixação de novos residentes.

Em 2011, Cepos contabilizava 116 habitantes e 161 edifícios, a maioria dos quais residenciais com 1 ou 2 pisos e anteriores a 1980. Dada a necessidade de intervenção em grande parte dos edifícios, a área delimitada reúne a quase totalidade dos edifícios e espaços públicos da aldeia, abrangendo o núcleo primitivo da aldeia e as zonas de expansão mais recentes. A ARU – Cepos é, assim, enquadrada a Norte pelo Parque da Trapa, a Sul pelo Cemitério, a Poente pelo parque de Lazer e a Nascente pela Estrada do Vale da Fonte, perfazendo uma área com cerca de 27ha.

Delimitação e enquadramento geográfico

A área de intervenção delimitada compreende a quase totalidade do património edificado da sede de freguesia de Cepos, do concelho de Arganil.

O processo de delimitação da ARU baseou-se numa análise ao edificado e ao seu estado de conservação, ao património cultural imóvel e outros edifícios de interesse relevante para a freguesia e ao tecido social e económico. Esta análise permitiu perceber as fragilidades e potencialidades deste núcleo urbano e delimitar a área que carece de uma intervenção mais urgente.

Desta forma, a área delimitada reúne a quase totalidade dos edifícios e espaços públicos da aldeia, abrangendo o núcleo primitivo da aldeia e as zonas de expansão mais recentes, enquadrada a Norte pelo Parque da Trapa, a Sul pelo Cemitério, a Poente pelo parque de Lazer e a Nascente pela Estrada do Vale da Fonte. Resulta assim uma área com cerca de 27ha.

Objetivos estratégicos a prosseguir

A proposta de delimitação da ARU de Cepos tem como fundamento os seguintes objetivos estratégicos:

  1. Promover a reabilitação urbana da aldeia de Cepos, de forma a valorizar o património edificado existente e a melhorar a qualidade de vida das pessoas que habitam e visitam este espaço urbano de baixa densidade.
  2. Criar condições que incentivem o investimento de iniciativa privada na reabilitação do edificado na aldeia de Cepos.
  3. Potenciar novos investimentos que, de forma sustentável, promovam as sinergias necessárias, tendo em vista a melhoria da qualidade de vida dos munícipes e a dinamização das atividades económicas, destacando-se o turismo.
  4. Promover a reabilitação do património edificado.
  5. Valorizar a paisagem urbana.

Devido á sua localização próxima de diversas aldeias inseridas na Rede de Aldeias do Xisto, o turismo é uma atividade económica com potencial a desenvolver, sendo assim importante requalificar e valorizar a paisagem urbana.

© Copyright Município de Arganil. Todos os direitos reservados. | Desenvolvido por Município de Arganil em parceria com a ADSI